Telefone

(84) 3211-3780 / 3211-3781

Whatsapp

(84) 99163-1918

Endereço:

Av. Antônio Basílio, 3117 - Lagoa Nova - Natal/RN

Sinais de alerta para ir ao médico

É aconselhado ir ao médico ou procurar um ortopedista quando a dor no quadril é muito forte, surge de forma repentina, impossibilita a realização de movimentos como caminhar e sentar ou demora mais de 1 mês para desaparecer.

Escolha uma das Opções para Marcar a sua Consulta:

Marque a sua Consulta Online Aqui!

Médico Especialista em Quadril

Dr. Justino Nóbrega

Ortopedia e Traumatologia Cirurgia do Quadril
CRM-RN 3940
Sala no 1º Andar
Mais Informações

Principais causas da dor no quadril:


Nesse caso a dor é no quadril, especialmente na parte de trás, do bumbum, e irradia para a perna podendo ter sensação de queimação ou dificuldade de se movimentar.

O que fazer: Em caso de suspeita deve-se ir ao médico para fazer exames que comprovem que existe algum comprometimento do nervo, tomar analgésicos e anti-inflamatórios, dependendo da gravidade da dor, e iniciar a fisioterapia. Também deve-se repousar e evitar fazer atividades de impacto como corrida, tênis ou futebol, por exemplo.

No caso de bursite no quadril a dor é profunda, afeta o meio da articulação e irradia pela parte lateral da coxa, o exame mais indicado é a ressonância magnética.

O que fazer: Ir ao médico para realizar exames que possam evidenciar o quadro e iniciar o tratamento que pode ser feito com compressas quentes, tomar dipirona e outros medicamentos anti-inflamatórios, alongar o músculo tensor da fáscia lata, localizado na lateral da coxa, próximo do joelho e também é importante perder peso.

Em pessoas com mais de 60 anos, a dor no quadril, geralmente é sinal de artrite, artrose ou, até, osteoporose, causando aumento da dor ao andar, sentar ou fazer outras atividades que mobilizam a articulação do quadril.

O que fazer: Deve-se consultar um ortopedista para iniciar o tratamento com anti-inflamatórios, como Diclofenaco ou Ibuprofeno, e fazer sessões de fisioterapia para reduzir a inflamação da articulação.

Quando a pessoa tem mais de 50 anos, essa dor pode estar sendo causada por artrite, reumatismo ou artrose devido à inflamação e desgaste progressivo da articulação do quadril.

O que fazer: Deve-se consultar um ortopedista para iniciar o tratamento com anti-inflamatórios, como Diclofenaco ou Ibuprofeno. Enquanto se espera pela consulta pode-se aplicar compressas mornas no quadril durante 15 minutos e passar uma pomada anti-inflamatória.

A tendinite geralmente causa dor na articulação do quadril que piora ao fazer exercícios, caminhar ou correr, a dor pode ser em forma de peso que indica a presença de uma lesão no músculo ou tendinite, especialmente depois da academia, por exemplo.

O que fazer: Colocar uma compressa morna sobre o quadril durante 15 minutos, 2 a 3 vezes ao dia por, pelo menos, 3 dias e aplicar uma pomada anti-inflamatória, como Cataflam ou Traumeel, por exemplo.

Quando a dor é muito intensa e incomoda para andar e fica difícil a pessoa ficar sentada ou de se levantar, pode haver suspeita de fratura, principalmente quando se trata de idoso, ou quando a dor surge depois de um acidente envolvendo carro ou moto.

O que fazer: Em caso de acidente deve-se chamar imediatamente o SAMU ligando para 192 porque o tratamento é feito com cirurgia. No caso do idoso também é aconselhado buscar ajuda médica o quanto antes.

Quando a dor no quadril demora para passar, ou é muito intensa, o indivíduo deve consultar um ortopedista para diagnosticar a causa e iniciar o tratamento adequado, que poderá incluir remédios, mudanças na alimentação ou até cirurgia.

A dor no quadril na gravidez afeta cerca de metade das grávidas e se deve ao efeito da relaxina sobre os ossos e articulações. Desta forma, a articulação do quadril torna-se mais solta e gera maior desconforto, principalmente se a gestante adotar má postura durante o dia.

O que fazer: Para reduzir a dor no quadril na gravidez, a mulher pode utilizar uma cinta para quadril que ajuda a reduzir a mobilidade das articulações e melhorar o bem-estar.